Technicas

CLASSIFICAÇÃO

Guy Postiaux propõe uma classificação nova e universal das técnicas de fisioterapia respiratória a partir de um modelo físico-matemático do aparelho respiratório que se apoia no modelo morfométrico de Weibel e na Equação da Pressão Motriz segundo Röhrer (ver método). Este modelo permite também estruturar o ensino.

É de facto a associação entre a estetoacústica e a mecânica ventilatória que permite, a partir de um conceito “por andares” da obstrução broncopulmonar, chegar a uma classificação anatómica e funcional das técnicas de fisioterapia. As informações científicas disponíveis sobre a desobstrução brônquica suportam esta classificação.

Parece com efeito que a habitual classificação nosológica (baseada no diagnóstico) das técnicas de fisioterapia respiratória como é habitualmente ensinada, não é satisfatória: além do seu défice pedagógico estrutural, ela ignora frequentemente a semiologia e a fisiologia específicas que devem guiar a acção do terapeuta na sua prática clínica.

Por isso propomos aqui uma outra classificação das técnicas de fisioterapia respiratória apoiadas pelos argumentos científicos que a suportam, justificando as suas indicações, as suas contra-indicações, os seus efeitos potenciais ou provados.

 

AUSCULTAÇÃO


A aplicação das técnicas de fisioterapia respiratória propostas aqui é inconcebível sem serem guiadas pela auscultação. Os resultados da pesquisa em física acústica dos últimos 20 anos realizada pela ILSA, permitiram não só chegar a uma simplificação da nomenclatura da auscultação pulmonar, mas também à definição de parâmetros estetoacústicos objectivos que constituem uma referência objectiva directa capaz de guiar a acção do fisioterapeuta na sua prática clínica.

A publicação do Grupo CORSA (Computerized Respiratory Sound Analysis, Eur Respir Rev n°77,2000) definindo os standarts da análise dos ruídos respiratórios, fornece ao investigador em estetoacústica e ... em fisioterapia guiada pela auscultação, um instrumento de referência indispensável para a execução de medições correctas. Esperamos que esta publicação possa incitar outros fisioterapeutas a adoptar esta forma de objectivação, altamente contributiva para as técnicas de fisioterapia respiratória.

Apesar dos progressos, uma formação adequada em auscultação pulmonar não tem sido realizada de forma sistemática nas escolas e universidades, mesmo depois da auscultação ter sido reconhecida como o método clínico de eleição, que permite reconhecer a existência de uma obstrução brônquica (Recomendações das Jornadas Internacionais de Fisioterapia Instrumental - JIKRI, Lyon nov. 2000). Contudo, estudos prospectivos e multicêntricos são indispensáveis para melhorar a sua sensibilidade e especificidade. Resta assim um enorme trabalho de “pedreiro”, para os jovens fisioterapeutas curiosos do ponto de vista científico, de forma a que o nosso contributo pessoal, fruto de 20 anos de experiências clínicas e de investigações experimentais, continue a enriquecer-se de resultados objectivos que favoreçam o surgimento de técnicas de medição acústica menos dispendiosas.

 

DESCRIÇÃO

As técnicas de tratamento propostas por Guy Postiaux são:

Para o adulto, adolescente e criança crescida

ELTGOL: Expiração Lenta Total Glote Aberta em Infralateral

é uma técnica recomendada para realizar uma desobstrução das vias aéreas médias do pulmão infralateral (lado que está apoiado).

EDIC: Exercício a Débito Inspiratório Controlado (em supralateral).

é uma técnica recomendada para realizar uma depuração do tecido pulmonar, por exemplo nos casos de pneumonia

Para o bebé

ELPr: Expiração Lenta Prolongada

é uma técnica recomendada para a desobstrução dos pequenos brônquios no bebé

TP: Tosse Provocada

É uma técnica recomendada para a desobstrução dos brônquios proximais no bebé

PTE: Pompage Traqueal Expiratória

DRR: Desobstrução Rinofaríngea Retrógrada

é uma técnica recomendada para a desobstrução das vias aéreas extra-torácicas no bebé

DRR + I : Desobstrução Rinofaríngea Retrógrada

GPR: Glosso Pulsão Retrógrada

É uma técnica utilizada para obter uma expectoração no bebé